Na tarde da última quarta-feira (4) no gabinete do prefeito de Santa Rosa, representantes da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) e os bolsistas do projeto, se reuniram para discutirem sobre o Projeto de Revitalização da “Cultura do Milho” no município de Santa Rosa do Piauí. O processo seletivo foi parte do Programa de Bolsas da FAPEPI.

O programa da FAPEPI tem como objetivo conceder bolsas de apoio à pesquisa e de iniciação científica para fomentar atividades de pesquisa, inovação e transferência de tecnologia para a revitalização da cultura do milho no município. Projeto de revitalização do milho é discutido em Santa Rosa.

Conhecido como importante produtor de milho, o município de Santa Rosa do Piauí conta com o auxílio de pesquisadores para minimizar os efeitos negativos causados na produção por conta das condições climáticas e do desgaste do solo.

O projeto que tem duração de três anos, e é direcionado para o desenvolvimento específico de uma cultura e visa beneficiar tanto a agricultura familiar como a produção para fins comerciais do milho.

Segundo coordenador adjunto do projeto, Francisco Machado disse que a principal ação é revitalizar a cultura do milho, “O nosso desejo é poder reativar a cultura do milho, e aproveitar o espaço para formação acadêmica dos estudantes de ciências agrárias”, disse Francisco Machado.

Além do convênio com o BND, a UESPI conta com a parceria da Embrapa Semi-areado, FAPEPI, CODEVASF, EMATER PI, SDR PI e as prefeituras municipais dos municípios de Santa Rosa e Cajazeiras para a transferência de tecnologias apropriadas ao desenvolvimento da agricultura familiar para o semi-areado piauiense.

O programa da FAPEPI Tem como finalidade conceder bolsas de apoio à pesquisa e de iniciação científica para fomentar atividades de pesquisa, inovação e transferência de tecnologia para a revitalização da cultura do milho no município.