Santa Rosa tem tudo para se tornar uma cidade empresarial, desde que utilize esse manejo correto e suas técnicas, hoje temos produtores produzindo mais de 4 mil kg do milho por hectare, representa um grande avanço.

urante a manhã desta sexta-feira (27), aconteceu em Santa Rosa do Piauí, o seminário de revitalização da cultura do milho em sistema agrícola familiar para o semi-árido piauiense.

O evento foi realizado no Auditório Dom Edilberto Dinkelborg e contou com a presença do Prefeito Verísssimo Siqueira, do vice-prefeito Chico Santos, produtores, técnicos, engenheiro agrônomos e representantes do Banco do Nordeste e da UESPI.

Dr. Valdemício Ferreira falou da importância do Projeto, sobre o uso de novas tecnologias, e apresentou alguns resultados do que foi realizado no município.

O Sr. Jardel que é Gerente de Negócio do BNB (Banco do Nordeste do Brasil) falou sobre investimentos e financiamentos, além do suporte financeiro que a entidade tem dado aos pequenos produtores rurais da região, através das linhas de crédito diferenciada.

Dr. Francisco Machado Coordenador Adjunto da (UESPI) explanou sobre os resultados e pesquisas realizadas no município; Acrescentando sobre as cinco variedades de milho trabalhadas durante o projeto, entretanto, apenas a variedade Asa branca sertanejo se mantém superior em relação as demais. lembrando que o projeto está em fase de teste, mas que já mostra resultados positivos.

Dr. Lacerda Gerente de Desenvolvimento Territorial esteve no evento representando a superintendência do Banco do Nordeste, o mesmo fez suas considerações sobre o projeto, e ainda falou “Santa Rosa tem tudo para se tornar uma cidade empresarial, desde que utilize esse manejo correto e suas técnicas, hoje temos produtores produzindo mais de 4 mil kg do milho por hectare, representa um grande avanço”, frisa Lacerda. Antes do projeto os produtores conseguiam no máximo 300 ou 400 kg por hectáre, isso já mostra uma grande diferença.

O projeto conta com a participação de 8 produtores, cada um cultiva 24 hectares. O exemplo é o produtor Chico Moura que já conseguiu produzir mais de 40 sacos por hectare.

Os parceiros do  Projeto são: Prefeitura Municipal de Santa Rosa, Prefeitura de Cajazeiras, Coamisarol, EMBRAPA, CODEVASF, UESPI, Banco do Nordeste.