Fapepi lança edital para revitalização da cultura do milho em Santa Rosa do Piauí

Na manhã desta quinta-feira (13) na sede do Banco do Nordeste, representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e do próprio Banco do Nordeste, lançaram o edital para revitalização da cultura do milho no município de Santa Rosa do Piauí, o processo seletivo é parte do Programa de Bolsas da Fapepi.

Conhecido como importante produtor de milho, o município de Santa Rosa do Piauí irá contar com o auxílio de pesquisadores para minimizar os efeitos negativos causados na produção por conta das condições climáticas e do desgaste do solo. O programa da Fapepi tem como objetivo conceder bolsas de apoio à pesquisa e de iniciação científica para fomentar atividades de pesquisa, inovação e transferência de tecnologia para a revitalização da cultura do milho no município.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, falou sobre a importância de parcerias para o desenvolvimento em áreas do interior do estado.

“Temos diversas iniciativas dentro do programa. Além da revitalização da cultura do milho e a oportunidade de qualificação educacional com as bolsas que serão concedidas, nós estamos buscando implantar inovações tecnológicas neste processo, como a irrigação que, por exemplo, irá funcionar a base de energia solar”, destacou Francisco Guedes.

O edital possui quatro modalidades de bolsas: Nível Superior, para candidatos com diplomas de graduação na área de Engenharia Agronômica, e de curso de Mestrado em área das Ciências Agrárias – Produção Vegetal e/ou Produção Animal; Nível Médio, para portadores de diploma de curso técnico em Agricultura ou Agropecuária, e que sejam egressos de instituição pública de ensino do Estado do Piauí; Bolsas de Iniciação Científica, para estudantes de graduação do curso de Agronomia ( a partir do 4º período) e Bolsas de Iniciação Científica Jr, para estudantes matriculados em cursos de nível Técnico ou Profissionalizante da rede pública de ensino do estado do Piauí na área de Agricultura ou Agropecuária.

O Superintendente do Banco do Nordeste no Piauí, Francisco Lopes, ressaltou o envolvimento de uma parceria público-privada para o desenvolvimento do Piauí.

“É muito bom saber que podemos nos envolver com a pesquisa científica para financiarmos conjuntamente um projeto como esse, a nossa intenção é auxiliar no desenvolvimento das potencialidades do nosso estado. Este é o nosso primeiro passo, sabemos que a Fapepi tem uma equipe de alto nível e com toda certeza devemos firmar futuramente novas parcerias com a Fundação”.

O professor Luiz Gonzaga, Diretor do Centro de Ciências Agrárias da Uespi, comentou as novas possibilidades com o programa.

“Contamos com um aporte de R$ 140 mil do Banco do Nordeste e mais R$ 140 mil da Fapepi, através do Tesouro Estadual, para o financiamento de bolsas em vários níveis, então temos uma expectativa muito grande para melhorar os índices de produção na região de Santa Rosa, apostando na geração de modelos aplicáveis, na recuperação do solo e assim contribuir para o desenvolvimento social, científico e econômico da região”.

O projeto que tem duração de três anos, é o primeiro edital da Fapepi, direcionado para o desenvolvimento específico de uma cultura e visa beneficiar tanto a agricultura familiar como a produção para fins comerciais do milho.

Você pode gostar...